Seja bem vindo

Curitiba -

terça-feira, 11 de junho de 2013

Não basta ter um carro, tem que cuidar – existem milhares de fungos e bactérias que podem estar no tapete, no painel ou até mesmo na maçaneta. Por isso, é recomendável lavar o veículo logo que ele ficar sujo para evitar que a sujeira apodreça ou atraia diversos microorganismos, como alertaram o infectologista Caio Rosenthal e o químico Ítalo Rogério de Jesus no programa Bem Estar.

Uma das dicas para manter a higiene dentro do veículo é não deixar restos de comida, que podem funcionar como alimento de fungos e bactérias. Além disso, é importante também não fumar para evitar que as toxinas circulem e prejudiquem a saúde da família, como explicou o infectologista Caio Rosenthal.

Os especialistas recomendam também limpar o filtro de ar, no mínimo, uma vez ao ano para evitar intoxicações e, se estiver alguém doente dentro do carro, abrir as janelas para circular o ar e não haver concentração de vírus e bactérias.

De acordo com o infectologista Caio Rosenthal, há uma medida importante que pode ajudar a se proteger de contaminações que é o álcool gel – ter um produto pequeno no porta luvas do veículo é bastante útil.
Enquete feita no site do Bem Estar, a maioria dos internautas respondeu que lava o carro só quando ele fica muito sujo. De acordo com o químico Ítalo Rogério de Jesus, a dica principal é evitar que o veículo acumule muita sujeira - quanto mais rápido for feita a lavagem, melhor. Veja o resultado abaixo:


















Matéria tirada do site

Nenhum comentário:

Postar um comentário